quinta-feira, 14 de setembro de 2017

21º OuTonalidades chega com a estação, a 21 de setembro!

Circuito português de música ao vivo de 21 setembro a 14 dezembro
21º OuTonalidades promete o melhor da música ao vivo em Portugal!

São mais de 20 os grupos que compõem o cartaz do 21º OuTonalidades. De 21 de setembro a 14 de dezembro, o circuito português de música ao vivo leva mais de 40 concertos a 18 espaços, distribuídos por Portugal, Espanha e Suécia. Está servido o programa para viver o outono com o melhor da música ao vivo! 

A 21ª edição do OuTonalidades – circuito português de música ao vivo começa já dia 21 de setembro, com o concerto de Uxía & João Gentil no Espaço café-concerto do Cineteatro Alba, em Albergaria-a-Velha. Na semana seguinte, a catalã Núria Graham chega a Portugal para três concertos únicos nos dias 27, 28 e 29 setembro, no Cineteatro António Lamoso, Cineteatro Alba e Espaço d’Orfeu, respetivamente.
 
Semana após semana, os concertos sucedem-se e há mais nomes para descobrir ao vivo, de Portugal e não só. Lavoisier, José Valente, CRU, Joana Barra Vaz, Vaarwell, Moonshiners, First Breath After Coma, Golden Slumbers, Sofia Ribeiro, Andarilho 2.0, Surma, Rogério Charraz, Desbundixie dixie band, emmy Curl, Fado Violado, TochaPestana, Jorge da Rocha, Maria Monda e Toques do Caramulo são os outros portugueses programados nesta edição do OuTonalidades. 

Da Suécia, Louisa Lyne & di Yiddishe Kapelye; de Espanha, para além de Núria Graham, também Joana Serrat, Oques Grasses e Odaiko & Vanesa Muela integram o cartaz deste ano. 
 
No mapa do OuTonalidades 2017, haverá paragens obrigatórias por Albergaria-a-Velha, Santa Maria da Feira, Estarreja, Águeda, Guarda, Viseu, Sever do Vouga, Ovar, Tavira e Famalicão da Serra. Em Espanha, as extensões do circuito passarão por Vic, Manresa, Luga, Zamora, Bueu, Santiago de Compostela e Lugo. E, pela primeira vez, o OuTonalidades chegará também a Malmö, na Suécia. 
 
Esta circulação além-fronteiras do OuTonalidades é conseguida através de uma estratégia de colaboração com outros circuitos e festivais, alargando as oportunidades do circuito para além do outono. Regista-se já um desenvolvimento assinalável, gerando uma crescente promoção da música portuguesa além fronteiras, ao mesmo tempo que é conferido um traço cada vez mais internacional à programação do OuTonalidades em território português.
 
Chega agora o momento de, durante 13 fins-de-semana, o circuito português de música ao vivo voltar a palmilhar o país de lés-a-lés, através de uma alargada rede de Espaços abertos à diversidade das músicas que se fazem em território nacional, mas não só. O circuito é coordenado pela d’Orfeu AC em colaboração direta com inúmeros parceiros (Municípios, Teatros, Associações), na consolidação de uma grande rede de programação que junta grupos emergentes e reconhecidos, todos de inegável qualidade, resultantes de um processo que iniciou com 256 grupos candidatos a esta 21ª edição, dos quais se constituiu uma Bolsa de 112 grupos pré-selecionados e se chegou aos mais de 20 nomes que vão subir aos palcos do OuTonalidades 2017. 

Vive o outono com o melhor da música ao vivo!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

d'Formação abre inscrições. Música e Teatro para todos!

Inscrições abertas para o ano letivo 2017/2018
d’Formação regressa em grande ritmo!

Já decorrem as inscrições para ano letivo 2017/2018 da d'Formação. Com uma ampla oferta de cursos regulares, cursos pontuais e workshops em diversas áreas artísticas, o novo ano desta escola começa agora, reforçando o seu papel na formação de futuros artistas e espetadores. 

São várias as propostas formativas disponíveis para o novo ano letivo, dirigidas a todas as idades e a qualquer nível de aprendizagem. Na EMtrad’ – Escola de Música Tradicional, há mais de dez instrumentos a descobrir: Acordeão, Bateria, Canto, Cavaquinho, Clarinete, Concertina, Gaita de Foles, Guitarra Acústica, Guitarra Elétrica, Guitarra Portuguesa, Percussão, Piano, Viola Braguesa e Violino. É possível ampliar a oferta a outros instrumentos, de acordo com o interesse manifestado pelos formandos. Qualquer aula pode ser dada em regime Individual ou Naipe (classe de conjunto do mesmo instrumento). Este ano, como complemento às aulas individuais de instrumento, a Formação Musical é também uma das propostas disponíveis. 

A Bolsa EMtrad', cujo período de candidaturas decorrerá entre 2 de novembro e 7 de dezembro, voltará a atribuir duas bolsas de estudo que permitem o acesso gratuito a aulas de música para jovens com mérito ou potencial musical, provenientes de famílias com dificuldades económicas. A seleção dos candidatos às Bolsas é baseada em dois critérios: a aptidão musical do aluno candidato e a avaliação da situação económica familiar.
 
Também os bebés e as grávidas vão ter atividades neste novo ano letivo. O “Canto na Gravidez” decorrerá nas manhãs do primeiro sábado de cada mês e pretende estabelecer uma importante fonte de bem estar para a mulher, bem como a criação de laços afetivos com o seu bebé, uma vez que o feto assimila várias aprendizagens através do som. Para além das mães, também os mais pequenos (bebés dos 0 aos 24 meses) poderão explorar o mundo sonoro na “Expressão Musical para Bebés”. Ambas as atividades exigem um número mínimo de inscrições.
 
A opÁ! - orquestra percussiva de Águeda mantém a sua atividade formativa de carácter social e comunitário em estreita relação com as IPSS, escolas e associações do concelho de Águeda. Criada em 2013, a opÁ! tem sido reconhecida pelo seu papel de intervenção social, tendo em 2016 recebido Menções Honrosas dos Prémios “Acesso Cultura” e “Boas Práticas | Associativismo Juvenil”. Todos os adolescentes e jovens, entre os 10 e os 18 anos, que também desejem fazer parte deste projeto, poderão inscrever-se a título individual numa sessão semanal aberta ao público, através do e-mail opa@dorfeu.pt ou na secretaria.
 
O Núcleo de Teatro (para adultos) e a Expressão Teatral (dos 5 aos 16 anos) continuam a formar novos talentos, abordando diversas técnicas de expressão corporal e vocal. Nas Expressões Artísticas, destinadas a crianças dos 4 aos 6 anos, são exploradas técnicas teatrais, música e artes plásticas num atelier experimental.
 
A formação externa continua a ganhar expressão, sobretudo na formação musical em parceria com infantários, instituições sociais e agrupamentos de escolas do concelho de Águeda, com conteúdos pedagógicos diversificados, adaptados ou criados especificamente para cada contexto. 
 
Os Workshops e Cursos Técnicos serão, muito em breve, também divulgados. 
 
Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail: dformacao@dorfeu.pt, na página http://www.dorfeu.pt/dformacao/, pelos telefones 234603164 / 934623775 ou presencialmente na d’Orfeu, no horário habitual de atendimento (9h30-12h30 e 14h00-18h30).



segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Está fechado o cartaz do 16º Festival O Gesto Orelhudo!

O programa divide-se entre o Espaço d’Orfeu e o Centro de Artes de Águeda
Orelhas no ar, vem aí o 16º Festival “O Gesto Orelhudo”!
Programa completo:

De 4 a 7 de outubro, Águeda recebe a 16ª edição do Festival O Gesto Orelhudo. Com o humor e a música cada vez mais unidos, as grandes noites orelhudas vão acontecer entre a Latada do Espaço d’Orfeu e o ainda fresco Centro de Artes de Águeda, apresentando onze espetáculos com companhias e artistas de Portugal, Bélgica, Reino Unido, França, Espanha e Brasil.

Na 16ª edição do Festival “O Gesto Orelhudo” tudo vai cheirar a novo. A história de múltiplas edições na mítica tenda do Espaço d’Orfeu, com uma ou outra incursão por diferentes locais, vive agora um marco importante na afirmação de um festival conhecido por deixar toda a gente de orelhas no ar. Este ano, as grandes noites orelhudas vão acontecer no Centro de Artes de Águeda (CAA), o novo equipamento cultural da cidade. Mas também o Espaço d'Orfeu, com a nova Latada preparada para renovadas dinâmicas, vai receber um bloco importante da programação do festival.

Esta edição promete começar pelos cotovelos, numa conversa animada sobre a ideia de fundir humor e música, que irá reunir à mesa alguns convidados do universo de humoristas portugueses, com Carlos Vidal e Herman José já confirmados. Será também o “tio” Herman a fechar a noite de abertura do Festival, com “One (Her)man Show”. Antes, no mesmo palco, o espetáculo “Tia Graça – Toda a gente devia ter uma”, a nova criação da d’Orfeu AC, irá abrir a noite inaugural. 

Nos dias seguintes, o programa começa sempre pelas 18h30, na renovada Latada do Espaço d’Orfeu. Por lá, diferentes estéticas musicais vão povoar o palco, com os concertos do duo Lavoisier, do coletivo alentejano Há Lobos Sem Ser na Serra e do violetista José Valente. Os fins-de-tarde, no intimismo daquela fachada interior, prometem belos momentos orelhudos com espetáculos transdisciplinares de grande sensibilidade.

Para o horário nobre, já no CAA, o festival trará grandes surpresas ao público: do Reino Unido, a irresistível The Ukulele Orchestra of Great Britain; da Bélgica, Bernard Massuir com o seu novo espetáculo “Salto Vocale”; os franco-catalães Los Excéntricos trazem-nos “The Melting Pot Pourri”; o “Desconcerto” acontece com os Clarinetes Ad Libitum; o Centro Dramático de Évora apresenta os míticos “Bonecos de Santo Aleixo”; e, do Brasil, chega “A Sbornia Kontratacka” com o extravagante Hique Gomez.

O Passe Orelhudo, válido para todo o festival, e os bilhetes diários estarão antecipadamente à venda no Centro de Artes de Águeda, no Espaço d’Orfeu e através da bilheteira online. Está já a decorrer uma Campanha especial Amigos d’Orfeu com vantagens para o público do festival. Toda a informação e programa completo estão disponíveis no site oficial, em http://www.dorfeu.pt/ogestoorelhudo/. 

Numa coprodução com o Município de Águeda / Centro de Artes de Águeda, a d’Orfeu AC apresenta um programa recheado de bons motivos para que o festival se sinta na cidade e para que o público se sinta cada vez mais orelhudo. Vamos viver o 16º e deixar Águeda com as orelhas a arder.




quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Prémio ibérico para a d'Orfeu, hoje, na 20ª Feria de Teatro de Castilla y León!

Prémio Rosa María García Cano entregue à d’Orfeu AC
Festival i recebe Prémio ibérico de artes cénicas para a infância! 
O Festival i, evento anual promovido pela d'Orfeu AC, foi hoje distinguido com o Prémio Rosa María García Cano como “Melhor Iniciativa de Programas Educativos e de Promoção das Artes Cénicas para a Infância e Juventude”, na 20ª Feria de Teatro de Castilla y León, a decorrer em Ciudad Rodrigo (Espanha).

O júri da 6ª edição dos Prémios Rosa María García Cano atribuiu a distinção à d’Orfeu AC, destacando o trabalho realizado com o Festival i - artes para público infantil e familiar, associado a todas as outras iniciativas formativas da Associação junto do público infantojuvenil.

O “Festival i” é a iniciativa por excelência para público infantil e familiar no calendário da d’Orfeu AC, sendo realizado desde 2009, tendo resultado de experiências anteriores de programação para esse segmento de público, em coprodução com o Município de Águeda. É uma celebração artística transdisciplinar de teatro, dança, música e artes circenses, com uma crescente adesão do público a cada edição. O evento funciona como um roteiro non-stop de espetáculos e atividades durante um fim-de-semana completo no centro da cidade de Águeda (em 2018, na 10ª edição, realizar-se-á de 18 a 20 de maio) potenciando uma vivência artística plena do público infantil e de toda a família.

A par da d’Orfeu AC / Festival i, outras três entidades foram distinguidas na edição deste ano do prémio: a Mostra Internacional de Teatro de Ribadavia - Galiza (Gestão cultural das artes cénicas), Asociación Marías Guerreras - Madrid (Promoção e visibilidade das artes cénicas) e Ayuntamiento de Monleras – Salamanca (Iniciativas de artes cénicas em meio rural).

A entrega dos prémios teve lugar no Palácio de Montarco em Ciudad Rodrigo (Espanha), no decorrer da Feria de Teatro de Castilla y León, um ponto de encontro entre companhias, artistas, produtores, programadores, gestores culturais e público. A Feria é promovida pela Junta de Castilla y León e coordenada pela Asociación Cívitas, que institui os Prémios Rosa María García Cano, em homenagem à fundadora e grande impulsionadora da Feria, precocemente desaparecida. 

O galardão à d’Orfeu AC foi entregue por Belén García Cano, irmã da personalidade que dá nome ao prémio, na presença da praticamente toda a equipa d’Orfeu, que se deslocou a Ciudad Rodrigo.

Comunicado oficial da Feria de Teatro de Castilla Y Léon referente aos Prémios Rosa María Cano: https://feriadeteatro.es/feria2017/premiosRosa.htm

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Festim despediu-se da 9ª edição em clima de festa!

Terminou a grande viagem da 9ª edição do Festim, numa região unida pela música.
Foi um verdadeiro Festim, no palco e fora dele!

Ílhavo acolheu e celebrou a última noite do Festim 2017.
Foto @ Ana Filipa Flores

Das Américas à Mongólia, com muita e boa África. Um mês depois, a nona edição do Festim chegou ao fim no último sábado, em Ílhavo, após 14 concertos, que entusiasmaram plateias nas melhores salas da região e em vários recintos ao ar livre. O cartaz deste ano incluiu sete grandes nomes, que levaram milhares a viver esta festiva viagem pelas músicas do mundo.

Pela região passaram sete grandes nomes das músicas do mundo, em 14 grandes concertos. A 9ª edição do Festim – festival intermunicipal de músicas do mundo começou a 22 de junho e terminou no último sábado (21 de julho), numa viagem onde embarcaram mais de seis mil pessoas e que passou por sete Municípios parceiros: Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja, Ílhavo e Oliveira do Bairro. 

Para terminar a nona edição da melhor forma, a Kočani Orkestar (Macedónia) fez uma verdadeira festa, no palco e fora dele. Primeiro em Águeda e depois em Ílhavo, um novo palco do festival.  Foi Festim à primeira visita. Recuando um mês, a abertura do evento estivera a cargo do guitarrista brasileiro Yamandu Costa, que arrebatou o público com a sua técnica absolutamente virtuosa. Do Níger, Bombino marcou presença com dois concertos bem ao estilo tuaregue, e nem a chuva afastou os seguidores do seu blues rock exótico. O momento mais encantador desta edição chegou pela voz da afro-peruana Susana Baca. Depois, diretamente de Nova Iorque, o Festim recebeu o folk blues de Hazmat Modine em três noites de triunfo. No penúltimo fim-de-semana de Festim, a cabo-verdiana Lura levou o público a navegar pelas ilhas de Cabo Verde, em duas noites de muita dança. Violons Barbares (Mongólia, Bulgária e França) também fizeram parte do cartaz deste ano, surpreendendo todos com os seus ritmos galopantes, num concerto único em Sever do Vouga.

O modelo partilhado deste festival, iniciativa da d’Orfeu AC, envolvendo 7 Municípios parceiros, juntamente com o apoio oficial do Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes, viabiliza a presença na região de grupos e artistas de uma dimensão surpreendente. O Festim é o único festival português a integrar a rede europeia “European Forum of Worldwide Music Festivals” e recebeu este ano, pela segunda vez, o selo de qualidade EFFE - Europe for Festivals, Festivals for Europe.


terça-feira, 18 de julho de 2017

Últimas 2 noites do Festim 2017, com Kočani Orkestar da Macedónia!

Energia explosiva de Kočani Orkestar a fechar a 9ª edição do Festim!

Quinta 20 julho, 22h00 @ Largo 1º Maio (Agitágueda), Águeda
Sexta 21 julho
, 22h00 @ Jardim Henriqueta Maia, Ílhavo


Kočani Orkestar (Macedónia)
Fantástica banda de sopros cigana, a Kočani Orkestar é um dos grandes coletivos balcânicos, com o seu som frenético, quase sempre a cem à hora. A Macedónia, território mais oriental da antiga Jugoslávia, é confluência natural de ritmos turcos, búlgaros, romenos, sérvios e gregos, num verdadeiro caldeirão de culturas. A Kočani Orkestar mistura todas essas vibrações de forma vertiginosa, num mosaico festivo. A energia explosiva e o caráter da música cigana têm sempre lugar no Festim, especialmente para terminar a 9ª edição de melhor forma!
Serchuk Alimov – trompete | Nijazi Alimov – tuba | Suad Asanov – tuba | Bilent Ashmedov – tuba | Ajnur Azizov – voz | Erol Asimov – clarinete, saxofone | Enis Aliamovski – tapan | Sukri Zejnelov – tuba | Nebi Kanturski – trompete | Raim Zejnelov - trompete
Yamandu Costa (Brasil) | Bombino (Níger) | Susana Baca (Peru) | Hazmat Modine (EUA) | Lura (Cabo Verde) | Violons Barbares (Mongólia, Bulgária, França) | Kočani Orkestar (Macedónia)

22 junho a 21 Julho 2017  |  9ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * ÍLHAVO * OLIVEIRA DO BAIRRO

terça-feira, 11 de julho de 2017

Lura e Violons Barbares, esta semana, no Festim!

Ritmos quentes e etno-rock exótico, esta semana, no Festim
Lura e Violons Barbares em três noites de verdadeiro Festim!

Lura (Cabo Verde)
Quinta 13 julho, 22h00 Largo 1º Maio (AgitÁgueda)Águeda
Sexta 14 julho
, 22h00 @ Cine-Teatro de Estarreja

bilhetes: https://goo.gl/uSWdd4

Violons Barbares (Mongólia, Bulgária e França)
Sábado 15 julho, 22h00 @ Parque Urbano, Sever do Vouga



Lura
(Cabo Verde)
Vibrante, autêntica e tremendamente dançante, a música de Lura convida a uma viagem festiva pelas ilhas de Cabo Verde. Da doçura da morna à forte pulsação do funaná, o público vai poder navegar na rica cultura musical do arquipélago. Dona de uma das mais carismáticas vozes cabo-verdianas da atualidade, Lura goza de um grande prestígio internacional, mesmo fora do mundo lusófono. A artista, com o seu tom profundo e sensual, dá largas à alegria de todo um povo. Cabo Verde, de novo no Festim, vai ser sinónimo de festa e dança em dois grandes concertos.

Lura – voz | Toy Vieira – piano | Tuur Moens – bateria | Paulo Bouwman – guitarra | Thierry Fanfant – baixo


Violons Barbares
(Mongólia, Bulgária e França)
A música enérgica e magistral de Les Violons Barbares funde três culturas de forma fascinante. Neste invulgar trio pontificam o majestoso canto gutural e dois cordofones de fricção tradicionais - o ‘morin khoor’ mongol e a ‘gadulka’ búlgara. O percussionista francês toca a reunir com timbres de toda a sorte. A energia destes três bárbaros resulta num som selvagem de ritmos galopantes e impressionante criatividade, para ouvir com atenção a todos os detalhes. Para quem não imaginava poder existir um grupo assim, aqui estão eles, no Festim de todos os mundos num só.

Dandarvaanchig Enkhjargal (Mongólia) - morin khoor e voz | Dimitar Gougov (Bulgária) – gadulka | Fabien Guyot (França) - percussão

www.festim.pt
www.facebook.com/dorfeu.festim

Yamandu Costa (Brasil) | Bombino (Níger) | Susana Baca (Peru) | Hazmat Modine (EUA)  | Lura (Cabo Verde) | Les Violons Barbares (Mongólia, Bulgária, França) | Kočani Orkestar (Macedónia)

22 junho a 21 Julho 2017  |  9ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * ÍLHAVO * OLIVEIRA DO BAIRRO


terça-feira, 4 de julho de 2017

Diretamente de Nova Iorque, Hazmat Modine no Festim!

Hazmat Modine (EUA) prometem 3 noites de triunfo no Festim! 

Quinta 6 julho @ Largo 1º Maio (AgitÁgueda), Águeda
Sexta 7 julho @ 
Cine-Teatro de Estarreja, Estarreja
Sábado 8 julho @
 Parque Urbano, Sever do Vouga

- Sempre às 22h00 -



Hazmat Modine (EUA)
Hazmat Modine é uma super-banda sediada em Nova Iorque, com profundas raízes no blues e de portas abertas ao folk, jazz e world music, ou não absorvesse as sonoridades de uma América multicultural. Além das harmonias vocais, a profusão instrumental desta feliz formação vai do banjo à harmónica, entre guitarras e metais, e desemboca num instrumento inventado por um luso-americano: o sousafone, o maior dos instrumentos de sopro. Com um experiente percurso pelos quatro cantos do planeta, os Hazmat Modine passam pelo Festim para três noites de triunfo.

Wade Schumann - harmónica, guitarra, banjo, voz
Erik Della Penna - voz, banjo, guitarra
Reut Regev - trombone
Joseph Daley - sousafone
Tim Keiper – percussão, bateria
Steve Elson – saxofones, clarinete, duduk, flauta
Michaela Gomez - guitarras, banjo
Pamela Fleming - trompete, fliscorne


www.festim.pt
www.facebook.com/dorfeu.festim

Yamandu Costa (Brasil) | Bombino (Níger) | Susana Baca (Peru) | Hazmat Modine (EUA)  | Lura (Cabo Verde) | Les Violons Barbares (Mongólia, Bulgária, França) | Kočani Orkestar (Macedónia)

22 junho a 21 Julho 2017  |  9ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * ÍLHAVO * OLIVEIRA DO BAIRRO