segunda-feira, 18 de julho de 2016

Tito Paris, quinta-feira, o último grande nome do Festim 2016!

Festim 2016 termina em grande, com Tito Paris!

QUI 21 JULHO, 22:00  Largo 1º Maio (Agitágueda) - ÁGUEDA


O programa do Festim 2016 chega ao fim esta quinta-feira, em Águeda, ao som do cabo-verdiano Tito Paris. Os postais desta 8ª edição do festival intermunicipal de músicas do mundo circularam por Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro, num total de 15 grandes concertos, desde 9 de junho. O cartaz deste ano conquistou milhares de pessoas que embarcaram na viagem por quatro continentes. Sextet à Claques (França), Tomás de Perrate (Espanha), Ibrahim Ferrer Jr (Cuba), Tinariwen (Mali), Trilok Gurtu Band (Índia) e Cheikh Lô (Senegal) trouxeram o melhor das músicas do mundo à região, num modelo singular de programação em rede entre seis Municípios vizinhos.

Paris é um dos maiores expoentes da música caboverdiana. A voz quente afirma-se sedutora e a guitarra ostenta uma eloquência ainda mais apaixonante. Toda a morabeza cabe neste filho querido de Cabo Verde, esse arquipélago exportador de talentos musicais para o mundo. A melancolia e os movimentos bamboleantes e insinuantes são uma profunda manifestação de “sodade”. Tito Paris, um artista de eleição e embaixador da alma musical do seu país, preserva o génio crioulo e é uma das propostas felizes do Festim 2016, que começa e acaba com grandes tentações para dançar.

Tito Paris - guitarra e voz
Manuel Paris - baixo 
Moisés Ramos - piano 
Paulo Figueiredo - guitarra elétrica
António Paris - bateria
Paulino Pina - percussão
Daniel Salomé – saxofone e clarinete 
Tomás Pimentel - trompete 

PROGRAMA COMPLETO (versão digital):

Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde) 

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO 

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Cheikh Lô é o senhor que se segue no Festim 2016!

Do Senegal, afro-pop nos palcos do Festim com Cheikh Lô!

QUI 14 JULHO, 22:00  Largo 1º Maio (Agitágueda) - ÁGUEDA
SEX 15 JULHO, 22:00  Cineteatro Alba - ALBERGARIA-A-VELHA


A voz de Cheikh Lô é elegante, atraente, espiritual e festiva. Uma pulsação africana cosmopolita, partindo dos subúrbios de Dakar para o mundo. Amado no Senegal e admirado por melómanos de todo o planeta, Cheikh Lô é um dos gigantes da música dessa África criativa que nos arrebata a cada pulsação. A figura delgada de Cheikh Lô, com décadas de música no corpo, encerra um inovador incansável, empurrando as fronteiras da sua própria música. Lô acaba de ser galardoado com o prémio carreira no maior evento mundial de world music, a Womex 2015. Mais um gigante no Festim!


Cheikh N´Digel Lô – voz, guitarra, timbal
Baye Mahanta Diop - guitarra
Alassane Cissé - baixo
Khadim M’Baye - percussão (sabar)
Wilfrid Zinsou – trombone, sax
Badou N´Diaye - bateria

Samba N´Dokh - talking drums

PROGRAMA COMPLETO (versão digital):


Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde) 

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO 

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Trilok Gurtu, o mago da percussão mundial no Festim!

Trilok Gurtu Band (Índia) com 3 concertos imperdíveis esta semana!

QUI 7 JULHO, 22:00  Largo 1º Maio (Agitágueda) – ÁGUEDA
SEX 8 JULHO, 22:00  Cine-Teatro de Estarreja – ESTARREJA
SÁB 9 JULHO, 22:00  Parque Urbano – SEVER DO VOUGA


Percussionista de classe mundial. Conhecido pelas suas experiências de fusão dos ritmos do mundo, Trilok Gurtu é um mestre inigualável nas tablas indianas mas, ao mesmo tempo, senhor de uma linguagem multi-estilística, numa perceção que só um ‘globetrotter’ como Trilok pode captar. E chega ao Festim com o seu quarteto, prometendo espaços de etno-jazz e de fusão, sem esquecer a sua veia de entertainer, sempre em grande interação com o público. A legião de seguidores de Trilok Gurtu, esse percussionista universal, vai acorrer a três concertos seguramente memoráveis.

Trilok Gurtu – percussão e voz
Jonathan Ihlenfeld Cuniado - baixo
Jesse Milliner – teclados
Christian Kappe – trompete


PROGRAMA COMPLETO (versão digital):


Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde) 

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO 

opÁ! a inventar novos palcos na cidade.

Projeto comunitário de percussão agitou a baixa da cidade.
Espetáculo da opÁ encheu as traseiras da Incubadora!

Neste último domingo, 3 de julho, a opÁ! - orquestra percussiva de Águeda voltou a apresentar-se no Agitágueda, desta vez fora do recinto principal, inventando o seu próprio cenário: as traseiras da Incubadora de Empresas. Um novo palco para um grande projeto artístico-social e comunitário, assistido por uma multidão que acorreu pela Rua de Baixo.

O espetáculo da opÁ envolveu centenas de crianças e jovens, coordenados pela d'Orfeu AC, oriundos de diversas instituições sociais do concelho: Instituto Duarte Lemos, Delegação de Águeda da Cruz Vermelha, Bela Vista – Centro de Educação Integrada, Agrupamento de Escolas de Águeda, Centro Social e Paroquial de Recardães, Cerciag, Agrupamento Escolas de Valongo do Vouga, Fanfarra da Mourisquinha e Secção Cultural da LAAC, com o apoio muito próximo e atento da Câmara Municipal de Águeda e da União de Freguesias de Águeda e Borralha. 

Além dos parceiros, houve ainda espaço para alunos e formadores da EMtrad', Coro Play e alunos do Conservatório de Música da Jobra, entre outros convidados. Aos instrumentos de percussão, construídos a partir de materiais reciclados, juntaram-se vozes, teatro e muita espontaneidade. A opÁ proporcionou a animação das ruas da baixa, levando o público a acompanhar uma viagem rítmica cheia de alegria. 

Estímulo para o caráter inclusivo da Orquestra Percussiva de Águeda têm sido as distinções e reconhecimento recebidos pelo projeto. Na apresentação de domingo foi relembrada a Menção Honrosa do Prémio Acesso Cultura, recentemente atribuída. 

A opÁ distingue-se pelo seu carácter original e versatilidade, tornando-se mais do que uma simples orquestra de percussão, como esteve aos olhos do público deste domingo. O valor humano está intrínseco ao projeto, que assume uma dimensão social, tendo por missão o envolvimento dos jovens em comunidade, sensibilizando-os para o associativismo, a música, a cultura e a sustentabilidade. Águeda retumbou novamente com a opÁ!





segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tinariwen e Ibrahim Ferrer Jr. em simultâneo no Festim!

Festim em grande com Tinariwen (Mali) e Ibrahim Ferrer Jr. (Cuba)!


QUI 30 JUNHO, 22:00
Ibrahim Ferrer Jr. @ Praia de Esmoriz - OVAR
Tinariwen @ Quinta do Torreão – ALBERGARIA-A-VELHA

SEX 1 JULHO, 22:00
Tinariwen @ Praia de Esmoriz – OVAR

SÁB 2 JULHO, 22:00
Ibrahim Ferrer Jr. @ Parque Urbano – SEVER DO VOUGA


Diretamente do deserto do Sahara, esta banda tuaregue apresenta a sua música orgulhosa e sofrida, um rock rebelde como a sua própria condição. A longa história dos Tinariwen é a de um grupo nómada de refugiados empunhando guitarras e enfeitiçando plateias pelo mundo. A música profunda dos Tinariwen, com vários dos seus discos gravados em pleno deserto, traz o calor dos blues do norte de África e a diversidade cultural das fronteiras que os seus músicos atravessam. Uma tempestade de areia em forma de música. Eis chegado ao Festim o estonteante talento dos Tinariwen!
Ibrahim Ag Alhabib – voz e guitarra | Touhami Ag Alhassane – voz e guitarra | Abdallah Ag Alhousseyni – voz e guitarra | Eyadou Ag Leche – voz e baixo | Said Ag Ayad – voz e percussão | Elaga Ag Hamid – voz e guitarra


Ibrahim Ferrer Jr apresenta, com o seu próprio estilo e personalidade, os clássicos da música cubana, boleros e bachatas, em novas versões de grandes temas. Mas também canções inéditas, numa visão moderna que une La Habana ao mundo. Os concertos de Ibrahim Ferrer Jr são noites para desfrutar, com um carisma transversal a várias gerações, no passado como no presente. Continuador de uma estirpe lendária de vocalistas, Ibrahim Ferrer Jr é filho do lendário cantor cubano com o mesmo nome, a quem dedica o seu disco acabado de lançar em 2016. Este ano, temos Cuba no Festim!

Ibrahim Ferrer Jr – voz | Raúl Monteagudo – piano | Dagoberto Diaz Madrazo – percussões | Enrique Pessino Mieres – baixo | Frank Mayea – trompete



PROGRAMA COMPLETO (versão digital):



Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde) 

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO 

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Sexta e sábado, o flamenco de Tomás de Perrate no Festim!

Festim prossegue com flamenco! 
De Espanha, Tomás de Perrate!
www.facebook.com/dorfeu.festim

SEX 24 JUNHO, 22:00 – OLIVEIRA DO BAIRRO
Quartel das Artes Dr. Alípio Sol www.quarteldasartes.com
SÁB 25 JUNHO, 22:00 – SEVER DO VOUGA
Parque Urbano (Feira do Mirtilo)



O flamenco chega ao Festim com um dos seus nomes mais experientes. O estilo puro de Tomás de Perrate, ‘cantaor’ cigano, promete uma viagem à essência da alma flamenca. Com o cante como tradição de família, Tomás traz-nos o vigor de um estilo ancestral e a sua voz emana a pujança do calor andaluz. No Festim com guitarra, palmas, cajón y baile, Perrate será sinónimo da autenticidade de um flamenco que se tornou expressão maior no mundo. É com solenidade que o Festim apresenta Tomás de Perrate, na síntese entre o purismo e a modernidade do flamenco espanhol.

Tomás de Perrate – voz
Amador Gabarri - guitarra
Dani de Utrera - voz e cajón
Alejandro Gonzalez - voz e palmas
Gonzalo Quintero – baile


PROGRAMA COMPLETO (versão digital):
http://goo.gl/sGgQ4L

Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde)

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO
 

sábado, 18 de junho de 2016

Menção Honrosa do Prémio Acesso Cultura para a opÁ!

Mais um reconhecimento, desta vez nacional, para a opÁ!
Orquestra percussiva de Águeda recebe Menção Honrosa do Prémio Acesso Cultura!

Foto © Mário Abreu

A opÁ! - orquestra percussiva de Águeda, projeto artístico de intervenção social promovido pela d’Orfeu AC em parceria com várias instituições sociais do concelho, recebeu uma Menção Honrosa no âmbito do Prémio Acesso Cultura 2016, entregue na passada sexta-feira 17 de junho, no Museu do Chiado, em Lisboa.

Através deste prémio, instituído em 2014, a Acesso Cultura pretende distinguir, divulgar e promover entidades e projetos que se diferenciam pelo desenvolvimento de políticas exemplares e de boas práticas na promoção da melhoria das condições de acesso – nomeadamente físico, social e intelectual – aos espaços culturais e à oferta cultural, em Portugal. Pretende ainda criar exigência junto dos públicos, com vista à melhoria da acessibilidade, assumida como um todo. Este ano foram recebidas 38 candidaturas que foram avaliadas por um júri de especialistas.

Este reconhecimento público surge em cima da atuação da opÁ! no AgitÁgueda, no próximo dia 3 de julho, domingo, pela 18h30, dando vida ao largo das traseiras da Incubadora de Empresas de Águeda. Mais de 100 crianças e jovens oriundos de diversas instituições sociais do concelho, entre outros convidados especiais, convidam o público a acompanhar uma viagem rítmica inspirada em músicas, coreografias e imaginários do cancioneiro nacional. Aos instrumentos de percussão, construídos a partir de materiais reciclados, junta-se uma série de instrumentos inesperados, nada mais que objetos comuns do dia-a-dia com finalidades muito distantes da realidade musical.

A opÁ! é um projeto artístico com uma forte componente social de inclusão, de todos para todos, coordenado pela d’Orfeu AC através dos seus formadores Ricardo Falcão e João Balreira, em parceria com o Instituto Duarte Lemos, Delegação de Águeda da Cruz Vermelha, Bela Vista, Agrupamento de Escolas de Águeda, Centro Social e Paroquial de Recardães, Cerciag, Agrupamento Escolas de Valongo do Vouga, Fanfarra Mourisquinha e Secção Cultural da LAAC, com o apoio muito próximo e atento da Câmara Municipal de Águeda e da União de Freguesias de Águeda e Borralha.

Tudo sobre a opÁ! em www.dorfeu.pt/opa

Notícia completa do Jornal Público sobre a atribuição dos Prémios Acesso Cultura aqui.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Festim iniciou a dançar, com Sextet à Claques!

Já começou a grande viagem da 8ª edição do Festim! 
Depois do baile trad-folk, segue-se o flamenco de Tomás de Perrate a 24 e 25 de junho!

Os franceses Sextet à Claques estiveram em dose tripla no Festim 2016

Estarreja, Águeda e Albergaria-a-Velha acolheram os primeiros três concertos da 8ª edição do Festim – festival intermunicipal de músicas do mundo. Num fim-de-semana em que a dança na plateia se aliou à música em palco, várias centenas de pessoas por noite se renderam à energia dos franceses “Sextet à Claques”. Os espetadores, dos mais afoitos aos mais tímidos, fizeram parte do espetáculo, transformando os terreiros num enorme baile trad-folk, numa excelente tripla abertura do Festim 2016!

Tomás de Perrate (Espanha) é o próximo nome a subir ao palco do Festim e promete duas grandes noites de flamenco. O “cantaor” cigano estará no Quartel das Artes, em Oliveira do Bairro, a 24 junho. No dia seguinte, é a vez da Feira do Mirtilo, em Sever do Vouga (Parque Urbano). Sempre às 22h00. Os bilhetes para o concerto de Oliveira do Bairro estão já à venda.

Até 21 julho, o Festim leva o melhor das músicas do mundo aos Municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Ovar, Estarreja e Oliveira do Bairro. Todo o programa pode ser seguido em www.festim.pt, sítio oficial do festival.

terça-feira, 7 de junho de 2016

Começa esta semana o grande Festim 2016!

6 Municípios vizinhos, 7 grandes nomes da world music, 15 concertos
Os franceses “Sextet à Claques” abrem a 8ª edição do Festim!

QUI 9 JUNHO, 22:00 – ESTARREJA
Parque Municipal do Antuã (Festas do Município)

SEX 10 JUNHO, 22:00 – ÁGUEDA
Praça do Município (Festa de São Sebastião)

SÁB 11 JUNHO, 22:00 – ALBERGARIA-A-VELHA
Quinta do Torreão (Festival do Pão) 

Em cima do arranque de um evento cultural em França ligado a uma bola redonda (como o mundo), o Festim aposta em unir o público à volta da música. Com excelentes instrumentistas oriundos de várias cidades francesas, este sexteto é a coqueluche do movimento trad-folk internacional ligado às danças tradicionais. Se os ouvidos e os pés pedirem, os terreiros vão transformar-se num baile interminável. No folguedo das chapelloises ou na serenidade das mazurkas, este coletivo apresenta uma sonoridade inusitada juntando trompete e violinos! Garantia de energia. O Festim começa sem cadeiras!
Valère Passeri – violino | Camille Passeri – trompete | Marie Jouis – violino | Arthur Hennebique – contrabaixo | Florian Huygebaert – percussões | Anthony Jambon – guitarra



PROGRAMA COMPLETO (versão digital):


Sextet à Claques (França) | Tomás de Perrate (Espanha) | Ibrahim Ferrer Jr (Cuba) | Tinariwen (Mali) | Trilok Gurtu Band (Índia) | Cheikh Lô (Senegal) | Tito Paris (Cabo Verde) 

9 junho a 21 Julho 2016  |  8ª edição
ÁGUEDA * ALBERGARIA-A-VELHA * SEVER DO VOUGA
OVAR * ESTARREJA * OLIVEIRA DO BAIRRO 

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Estamos na estrada com 8 criações! E ainda nem chegou o Verão...

Pozzo chega a Sevilha. Conchas pelo país. d’Orfeu AC com 8 espetáculos em digressão!
“Pozzo” chega a Sevilha! A estreia do espetáculo em Espanha será a 11 de junho, no festival Circada.

A d’Orfeu tem, neste momento, oito criações na estrada. Estreou “Conchas” e “Pozzo”, duas co-produções, em abril passado e enfrenta uma intensa agenda de verão, cruzando muitos palcos e territórios. A cada semana, multiplicam-se as viagens e as emoções. As agendas completas podem ser conhecidas em www.dorfeu.pt/criacao.

“Pozzo”, de Rui Paixão e Carlos Reis, o mais recente projeto criativo com carimbo d’Orfeu, estreado em abril numa co-produção com o Cão à Chuva, é apresentado a 11 de junho no festival Circada, em Sevilha (Espanha). Vai passar depois por Braga, Almada, Guimarães, Ovar, Paredes de Coura, Caldas da Raínha e Sines. O “Pozzo” chegará em setembro a Águeda! 
O outro espetáculo da mesma dupla, “Lullaby”, chega este fim-de-semana a França, onde se apresenta no Festival Les Années Joué, na região de Tours, com apresentações a 4 e 5 de junho. Seguirá diretamente para Sevilha e Málaga, também no âmbito do Circada, antes de prosseguir uma intensa agenda de verão por todo o país e no estrangeiro.

Outra estreia de abril foi “Conchas”, o espetáculo para bebés co-produzido entre d’Orfeu AC, Marionetas de Mandrágora e Franziska Aarflot (Noruega). Já passou por Ílhavo, Sever do Vouga, Estarreja, Águeda e Abrantes, com famílias encantadas em todas as sessões. As próximas apresentações são em Oliveira do Bairro (Quartel das Artes, 12 de junho) e em São João da Madeira (Casa da Criatividade, 2 de julho).

No passado fim-de-semana em Almada, no Festival Sementes, esteve o espetáculo “Borbolino”, inspirado no livro homónimo de Odete Ferreira. O solo de Ricardo Falcão, que ultimamente passara também por Espinho e Vagos, volta a ser apresentado a 24 de junho, na Biblioteca Municipal de Estarreja.

Pelo meio das gravações para novo disco, os “Toques do Caramulo” voltam à estrada já este sábado, 4 junho, nas Festas do Município de Estarreja. Antes, houve concertos em Redondela (Galiza) e Penedono. A 21 de julho tocarão no Babelsound festival, na Hungria.

Por Guimarães, Beja, Estarreja e Aveiro passou já o “Muito Riso, Muito Siso” este ano. Também em Guimarães esteve, no último sábado, o “Reportório Osório”, que tem novas datas para breve. Por fim, destaque para “Birilibaile”, formação que, depois da participação no Festival i, tem prevista para agosto uma digressão a Neuchâtel, na Suíça.